sábado, 21 de outubro de 2017

DETETIVES DO PASSADO - ONDE ESTÁ A ARCA DA ALIANÇA?



      A Arca da Aliança, como você deve saber, foi descrita na Bíblia como uma espécie de baú usado para guardar as tábuas contendo os Dez Mandamentos e outros objetos sagrados. Segundo os relatos, ela teria desaparecido quando um exército liderado pelo rei babilônio Nabucodonosor II conquistou Jerusalém e destruiu o Primeiro Templo, isso no ano de 587 a.C. e, desde então, seu paradeiro é incerto.

      Algumas fontes da antiguidade indicam que a Arca da Aliança pode ter sido escondida antes de Jerusalém ser invadida, enquanto outras apostam na possibilidade de que ela tenha sido destruída quando a cidade foi tomada ou, ainda, levada à Babilônia.
      Também existe a lenda de que a arca pode ter sido levada até a Etiópia (onde ela estaria até hoje  na Igreja de Santa Maria de Sião) ou que ela permanecerá escondida até a chegada do novo messias. O fato é que ninguém sabe dizer que fim a Arca da Aliança levou.
FONTE: MEGACURIOSO

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

CRIANÇAS E ADULTOS COM DEFICIÊNCIA EXPERIMENTAM GRAVIDADE ZERO




      A Agência Espacial Européia (ESA) e a Novespace, subsidiária da CNES, ofereceram uma experiência de gravidade zero para oito crianças fisicamente debilitadas, com a ajuda da associação que organiza o evento, “Rêves de Gosse”.

      As crianças vieram de cinco países: Reino Unido, França, Alemanha, Bélgica e Itália – e embarcaram no Airbus A310 Zero G em Bordeaux, França.

      A falta de peso é produzida na grande área de cabine desta aeronave durante manobras aéreas repetitivas.




      As crianças também participaram de experimentos educacionais, incluindo a iluminação de uma vela, misturando líquidos de diferentes densidades, jogaram ping-pong com bolhas de água e trabalharam com um centrifugador para demonstrar os efeitos da gravidade zero.

        Tim Peake (Reino Unido), Frank De Winne (Bélgica), Maurizio Cheli (Itália), Thomas Reiter (Alemanha), Claudie Haigneré e Jean-Francois Clervoy (França) orientaram as crianças a bordo e responderam às suas perguntas.



      Dois adultos com deficiência: um ex-atleta e personalidade da televisão alemã, Samuel Koch, um forte defensor de causas deficientes, e Philippe Carette, um voluntário e piloto, também participaram do voo.

      “A ESA está encantada em apoiar esta iniciativa. Educar e inspirar a audiência tão diversa quanto possível, incluindo a juventude, a ciência e os vôos espaciais, está entre as nossas prioridades e a extensão desta missão de divulgação a crianças de todas as capacidades é duplamente gratificante”, disse o diretor-geral da ESA, Jan Wörner.

      O voo foi organizado pela “Rêves de Gosse”, que trabalham há mais de 20 anos para trazer crianças “extraordinárias” (afetadas por deficiência ou doença) e crianças “comuns”, trabalhando em projetos educacionais relacionados à aviação.



      Organizações em cinco países selecionaram as crianças: a Fundação Richard em Lyon, França; Universidade alemã de esportes em Colônia, na Alemanha; Nós voamos! Equipe em Seniga, Itália; Happy Days Children Charity em Luton, Reino Unido; e a Fundação Saint-Luc em Bruxelas, Bélgica.

FONTE: http://geekness.com.br

.

terça-feira, 17 de outubro de 2017

GRANDES OBRAS DE ARTE DA HUMANIDADE - O GRITO







      O Grito (no original Skrik) é uma série de quatro pinturas do norueguês Edvard Munch, a mais célebre das quais datada de 1893. A obra representa uma figura andrógina num momento de profunda angústia e desespero existencial. O plano de fundo é a doca de Oslofjord (em Oslo) ao pôr-do-Sol. O Grito é considerado como uma das obras mais importantes do movimento expressionista e adquiriu um estatuto de ícone cultural, a par da Mona Lisa de Leonardo da Vinci.





segunda-feira, 16 de outubro de 2017

FAMOSOS QUE PROVAVELMENTE NÃO EXISTIRAM DE VERDADE - SHAKESPEARE




      Como é possível que um plebeu provinciano tenha se tornado um dos escritores mais prolíficos, mundanos e eloquentes da história? Até mesmo no início da carreira, Shakespeare contava histórias que exibiam conhecimento profundo sobre assuntos internacionais, capitais europeias e história, assim como familiaridade com a corte real e a alta sociedade. As mais de 40 peças e 154 sonetos apresentam um vasto conhecimento em diversas áreas, como política, geografia e latim – sendo que Shakespeare só teria passado apenas cinco ou seis anos na escola, segundo historiadores. Além disso, as obras utilizam mais de 29 mil palavras diferentes, um vocabulário maior que o do dicionário de inglês da época.

      Por essa razão, alguns teóricos sugeriram que um ou vários autores que queriam esconder sua verdadeira identidade usaram a pessoa de William Shakespeare como fachada. Os candidatos incluem Edward de Vere, Francis Bacon, Christopher Marlowe e Mary Sidney Herbert.

      A maioria dos estudiosos e historiadores da literatura continuam céticos com relação a essa hipótese, embora muitos suspeitem que Shakespeare, às vezes, tenham colaborado com outros dramaturgos. Por outro lado também era comum um dramaturgo se inspirar em outro ou mesmo escrever a quatro ou mais mãos. Quando um texto era vendido para uma companhia de teatro, ele não pertencia mais aos autores.


FONTE: http://arteref.com/

domingo, 15 de outubro de 2017

DIA DO PROFESSOR... A ORIGEM DA DATA



      O Decreto Federal nº 52.682, em 1963, criou, oficialmente, o Dia do Professor. O dia 15 de outubro não foi escolhido à toa. A data marca a criação dos cursos primários em todo o país pelo imperador D. Pedro I. 

      A data comemorativa do Dia do Professor, pois, faz remissão ao decreto imperial, de 15 de outubro de 1827, que trata da primeira Lei Geral relativa ao Ensino Elementar. Este decreto, outorgado por Dom Pedro I, veio a se tornar um marco na educação imperial, de tal modo que passou a ser a principal referência para os docentes do primário e ginásio nas províncias. A Lei tratou dos mais diversos assuntos como descentralização do ensino, remuneração dos professores e mestras, ensino mútuo, currículo mínimo, admissão de professores e escolas das meninas. A primeira contribuição da Lei de 15 de outubro de 1827 foi a de determinar, no seu artigo 1º, que as Escolas de Primeiras Letras (hoje, ensino fundamental) deveriam ensinar, para os meninos, a leitura, a escrita, as quatro operações de cálculo e as noções mais gerais de geometria prática. Às meninas, sem qualquer embasamento pedagógico, estavam excluídas as noções de geometria. Aprenderiam, sim, as prendas (costurar, bordar, cozinhar etc) para a economia doméstica.

      A Lei de 15 de outubro também inovou no processo de descentralização do ensino, ao mandar criar escolas de primeiras letras em todas as cidades, vilas e lugares mais populosos do Império. Hoje, além da descentralização do ensino, para maior cobertura de matrícula do ensino fundamental, obrigatório e gratuito, o poder público assegura, por imperativo constitucional, sua oferta gratuita, inclusive, para todos os que a ele não tiveram acesso na idade própria (Inciso I, artigo 208, Constituição Federal).

FONTE: www.egov.ufsc.br por Vicente Martins

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

SÍNDROME COFFIN-LOWRY




       A Síndrome Coffin-Lowry síndrome é uma condição genética que afeta várias partes do organismo. Os sintomas e a severidade variam de pessoa para pessoa, no entanto, os homens normalmente são mais afectados do que as mulheres. Estima-se que tenha uma prevalência de 1 a 9/100.000 nascimentos. Tem uma hereditariedade ligada ao X dominante. A idade de início é a neonatal e a infância.

Causas


As mutações no gene RPS6KA3 são as responsáveis por causar esta síndrome.


Sinais e Sintomas





  • Alterações faciais
  • Anomalias dentárias
  • Anomalias visuais
  • Problemas cardíacos
  • Baixa estatura
  • Microcefalia
  • Cifoescoliose e outras anormalidades esqueléticas
  • Gota
  • Deficiência mental e atraso no desenvolvimento.


  • Tratamento

           Não existe cura para esta doença, o tratamento é apenas sintomático. A gestão adequada desta patologia deve incluir uma vigilância regular dentária, testes de visão, exames cardíacos anuais e monitorização periódica devido à possibilidade de cifoescoliose. Medicamentos como o valproato, clonzapam ou inibidores seletivos de serotonina podem ser prescritos para controlar os episódios de gota. A cirurgia pode estar indicada para correção das deformidades esqueléticas.
    FONTE: https://asdoencasraras.blogspot.com/

    quinta-feira, 12 de outubro de 2017

    GRANDES OBRAS DE ARTE DA HUMANIDADE - MONA LISA




          Também conhecida como A Gioconda (em italiano, La Gioconda, "a sorridente"), é a mais notável e conhecida obra de Leonardo da Vinci, um dos mais eminentes homens do Renascimento italiano. O seu sorriso restrito é muito sedutor, mesmo que um pouco conservador. O seu corpo representa o padrão de beleza da mulher na época de Leonardo. Este quadro é provavelmente o retrato mais famoso na história da arte, senão, o quadro mais famoso e valioso de todo o mundo. Poucos outros trabalhos de arte são tão controversos, questionados, valiosos, elogiados, comemorados ou reproduzidos.


          Mona Lisa é uma das mais populares pinturas do artista renascentista Leonardo da Vinci. Também conhecida como Gioconda, foi retratada por Da Vinci entre os anos de 1503 e 1506. É uma pintura em óleo sobre madeira de álamo e está exposta no Museu do Louvre em Paris.

    Quem foi Mona Lisa

          Existe um grande mistério, mesmo entre a comunidade que estuda a História da Arte, sobre quem foi a mulher retratada nesta pintura. Existem algumas hipóteses. Poderia ser uma imagem idealizada de mulher, pintada pelo artista. Outra hipótese é que seria um autorretrato de Leonardo da Vinci, vestido de mulher.

          Porém, a hipótese mais aceita no momento, defende que Mona Lisa era Lisa Del Giocondo, esposa do rico comerciante italiano Francesco del Giocondo. 

    Características principais da obra

    Mona Lisa destaca-se pela estética, técnicas e recursos artísticos utilizados. O sorriso enigmático e a expressão serena são as características mais marcantes da pintura. 

    Da Vinci buscou também retratar uma harmonia entre a humanidade e a natureza. Isto é observado na harmonia existente entre Mona Lisa e a paisagem de fundo.

    Os conhecimentos matemáticos também foram usados na confecção da obra, onde o pintor buscou atingir a perfeição e o equilíbrio.

    FONTES: http://www.suapesquisa.com/                http://obviousmag.org/