quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

ELAS POR ELAS





      Para escrever Elas por Elas, Cassiano Gabus Mendes  contou com a colaboração de Carlos Lombardi,  que estreava na TV Globo.
      O personagem Mário Fofoca concentrava o humor da novela e fez tanto sucesso que deu origem ao seriado Mário Fofoca, exibido pela TV Globo em 1983. Apesar do carisma do protagonista, o programa não teve boa repercussão de público. O personagem foi revivido também no filme As Aventuras de Mário Fofoca, de 1982, com roteiro de Carlos Lombardi e direção de Adriano Stuart. 
      Segundo Luis Gustavo, Mário Fofoca iria sair da novela logo nos capítulos iniciais. O ator conta que quando soube que o Cassiano Gabus Mendes estava preparando uma nova novela, pediu que ele lhe desse um papel. Cassiano disse a Luis Gustavo que o elenco já estava todo escalado para os papéis principais, mas que havia um personagem secundário disponível, um detetive que morreria ainda no início da trama. Luis Gustavo aceitou a proposta. A empatia de Mário Fofoca, no entanto, foi tanta que o autor não só não matou o personagem, como sua trama acabou ganhando mais ênfase.
      As então modelos Xuxa e Luiza Brunet fizeram uma participação especial na novela. Depois de conhecer René, Yeda passa a ter sonhos em que se imagina linda e sedutora, como Xuxa e Luiza Brunet, vivendo cenas românticas com seu amado.
      O cantor espanhol Manolo Otero, intérprete da música Vuelvo a Tí, que integrava a trilha sonora internacional da novela, também fez uma participação especial em um dos capítulos da trama.
      Elas por Elas marcou a estreia de Cássio Gabus Mendes, Herson Capri, Tássia Camargo, Cristina Pereira e André de Biase na Globo.
      A novela foi reapresentada entre fevereiro e julho de 1985, em Vale a Pena Ver de Novo.

FONTE: MEMÓRIA DA TV

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

CAUSAS DA DEFICIÊNCIA INTELECTUAL





      Um dos desafios no diagnóstico da Deficiência Intelectual é estabelecer claramente a origem ou identificar a causa da Deficiência. Em cerca de 40% dos casos, não é possível determinar exatamente qual a causa. No entanto, sabe-se que existem fatores de risco que podem levar à Deficiência e estes fatores são multifatoriais, compostos de quatro categorias: biomédicos, sociais, comportamentais e educacionais.

       Os fatores podem ser descritos de acordo com o momento de ocorrência, como: pré-natais (durante a gestação), perinatal (no momento do parto) e pós-natais (após o nascimento).


Fatores Biomédicos: se relacionam aos processos biológicos. Os principais são:
  • Distúrbios cromossômicos e genéticos;
  • Síndromes genéticas;
  • Distúrbios metabólicos;
  • Doenças maternas;
  • Prematuridade;
  • Distúrbios Neonatais;
  • Lesão ao nascimento;
  • Lesão cerebral traumática;
  • Distúrbios convulsivos, etc.


Fatores Sociais: se relacionam com a interação social e familiar, como estimulação e resposta do adulto. Os principais fatores sociais são:
  • Pobreza/Falta de estímulos;
  • Má-nutrição materna;
  • Violência doméstica;
  • Falta de acesso ao cuidado pré-natal;
  • Falta de acesso aos cuidados no nascimento;
  • Falta de estimulação adequada;
  • Institucionalização, etc.


Fatores Comportamentais: se relacionam a comportamentos potencialmente causais, os principais são:
  • Uso de álcool na gestação;
  • Uso de drogas pelos pais;
  • Imaturidade dos pais;
  • Rejeição dos pais ao cuidado da criança;
  • Abandono da criança pelos pais;
  • Abuso e negligência da criança;
  • Violência doméstica, etc.


Fatores educacionais: se relacionam à disponibilidade de apoios educacionais que promovem o desenvolvimento intelectual, tais como:
  • Deficiência Intelectual dos pais;
  • Falta de preparação para ser pais;
  • Diagnóstico tardio;
  • Serviços educacionais inadequados;
  • Apoio familiar inadequado;
  • Falta de encaminhamento para estimulação precoce, etc.                                                                                                                                         FONTE: http://cursosavante.com.br

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

FOBIAS - MEDO DE MULTIDÕES



   A “Agoraphobia” ou simplesmente medo de multidões está entre as fobias mais comuns. 4% passam mal em locais aglomerados e 17% se sentem incomodados apenas.

   Esta fobia é relacionada ao medo de estar em uma situação que seja difícil escapar, assim como estar em um espaço aberto ou transporte público. Isso pode causar ansiedade e, em casos extremos, algumas pessoas até evitam sair de casa.

   A causa está relacionada a um tipo de transtorno, no qual algumas pessoas experimentam ataques de pânicos e sensações intensas de medo. Eventos traumáticos, como luto, podem contribuir para a fobia. Assim como pode existir uma herança genética.

FONTE: http://geekness.com.br

sábado, 9 de dezembro de 2017

A MELHOR HORA DO DIA PARA: FAZER SEXO





entre 8 e 9 da manhã


      Pois é. Até mesmo os momentos mais calientes têm um horário ideal, digamos assim. O fato é que o corpo humano atinge um bom nível de produção hormonal durante a manhã. Nos homens, a coisa é ainda mais perceptível. Muito disso tem a ver com a testosterona, que atinge seu pico de produção assim que o dia amanhece.


      Além do mais, fazer sexo pela manhã é uma boa pedida para quem acorda descansado depois de uma longa noite de sono. A terapeuta sexual Suzie Hayman explica também que o sexo matinal tende a ter respostas táteis mais sensíveis. Uma pesquisa realizada nos EUA revelou que o tempo das preliminares praticamente dobra quando o sexo acontece pela manhã.
      Pela manhã os orgasmos também são mais garantidos e intensos, segundo uma pesquisa realizada pela Universidade de Modena, na Itália. A explicação? De acordo com Hayman, essa é a forma que o corpo humano encontra de favorecer a reprodução.
FONTE: MEGACURIOSO

OS MELHORES DIRETORES DO CINEMA - MARTIN SCORSESE - PARTE 2




      Taxi Driver recebeu quatro nomeações para o Oscar, incluindo o de melhor filme, e encorajou Scorsese a avançar para o seu primeiro projeto arrojado, New York, New York. Este tributo musical à cidade natal de Scorsese, resultou num enorme fracasso de bilheteria, e a má recepção que teve levou Scorsese a uma depressão nervosa.

      Convencido de que não faria mais nenhum filme, devido ao seu estado de saúde precário, colocou todas as suas energias na realização de Touro Indomável; amplamente reconhecido como sendo uma obra-prima, o filme recebeu oito nomeações para os óscares, incluindo as de "melhor filme", "melhor ator" (Robert de Niro) e pela primeira vez, a de "melhor diretor". Robert de Niro ganhou, mas Scorsese perdeu para o primeiro filme de Robert Redford. Isto manteve Scorsese na produção de filmes, mas sem um grande êxito de bilheteira, teve que continuar a lutar para os conseguir realizar.

      Até meio dos anos 80, Scorsese fez mais três filmes "menores", O Rei da Comédia, Depois de Horas e A Cor do dinheiro. Este último, protagonizado por Paul Newman e Tom Cruise, deu a Newman o seu primeiro Oscar como ator principal, assim como deu a Scorsese a segurança para iniciar um projecto que há muito lhe era querido, A Última Tentação de Cristo.

FONTE: WIKIPÉDIA



quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

FOBIAS - MEDO DE PALHAÇO




      Se você treme ao ver a imagem de um palhaço, 4% das pessoas te acompanham nessa sensação, enquanto 8% são indiferentes.

  Embora alguns se refiram como “Coulrophobia”, não foi reconhecida como uma fobia de fato.

      A possível causa deste medo está ligada ao reconhecimento de padrões, nos quais as pessoas reconhecem os palhaços como familiares, mas ficam perturbadas quando a imagem não corresponde ao que eles supõem que estejam vendo.

      Outros estudos sugerem que, pelo fato de as pessoas não conseguirem ver a verdadeira expressão facial em um palhaço, torna-os perturbadores. Seus sorrisos constantes também são motivo de inquietação.

FONTE: http://geekn

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

OS MELHORES DIRETORES DO CINEMA - MARTIN SCORSESE - PARTE 1







      Descendente de sicilianos, Scorsese queria ser padre e muitos dos seus filmes trazem o seu selo da sua devoção católica. Muito cedo foi atraído pelo mundo espetacular do cinema.


      Scorsese frequentou a escola de cinema da Universidade de Nova Iorque. O seu primeiro "filme a sério" – Who´s That Knocking At My Door, tornou-se conhecido dos chamados "movie brats" da anos 70: Francis Ford Coppola, George Lucas e Brian de Palma. Foi Brian de Palma que o apresentou a Robert de Niro, de quem se tornou amigo íntimo, tendo trabalho juntos em vários projetos: Caminhos Perigosos, Taxi Driver, New York, New York, Touro Indomável, The King of Comedy, Goodfellas, Cabo do Medo, Cassino.

      Em 1972 dirigiu Boxcar Bertha para o famoso produtor de filmes B, Roger Corman que também tinha dado a primeira oportunidade a Coppola. Boxcar Bertha ensinou Scorsese a fazer filmes baratos e depressa, preparando-o para o seu primeiro filme com de Niro, Mean Streets, de 1973. Aclamado pela crítica, Mean Streets foi o pontapé de saída para Scorsese e de Niro. 

      Em 1976, Scorsese surpreendeu o mundo do cinema com Taxi Driver. O filme é protagonizado por Robert de Niro e Jodie Foster, que têm performances brilhantes, num retrato considerado dos mais violentos e crus sobre a vida em Nova Iorque alguma vez levado à tela. 








FONTE: http://geekness.com.br/melhores-diretores-do-cinema/
WIKIPEDIA

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

CRIANÇAS QUE CAMINHAM NAS PONTAS DOS PÉS



    Se seu filho ainda é pequeno e não anda sempre na ponta dos pés, é pouco provável que isso signifique algum problema. A maioria das crianças anda assim em algumas ocasiões, quando estão apoiando-se em móveis e objetos e quando estão começando a andar.

     Algumas crianças continuam fazendo isso de vez em quando só por diversão -- do mesmo jeito que tenta caminhar em cima de algum desenho na calçada ou pula buracos, por exemplo.


     Mas, se seu filho anda na ponta dos pés direto, o tempo todo, converse com o pediatra. Pode ser sinal de alguns problemas, dos quais o mais sério é a paralisia cerebral. (Se seu filho nasceu prematuro, você deve prestar atenção especial nele, porque prematuros têm mais tendência a um tipo de paralisia cerebral chamado de diplegia, que afeta a metade de baixo do corpo).

     O problema também pode ser físico: não é comum, mas algumas crianças têm tendões de Aquiles curtos, o que significa que é difícil ou impossível para elas andar com todo o pé apoiado no chão. Esse tipo de problema geralmente é fácil de resolver, com uma cirurgia simples ou tratamentos para esticar o tendão de Aquiles.

     Também é comum os pediatras observarem o comportamento de andar na ponta dos pés em bebês que usaram muito o andador. Essa é uma das razões para o uso de andadores ser contraindicado pelos médicos (o outro motivo, igualmente sério, é o risco de tombos feios).

     Quando a criança anda na ponta dos pés mas sem apresentar nenhum outro problema físico, essa condição é chamada de idiopática (ou seja, sem explicação). Esse quadro acontece frequentemente em crianças com problemas de fala e outras dificuldades de desenvolvimento, embora não se saiba por quê.

     Se esse for o caso do seu filho, é provável que o pediatra peça exames neurológicos para identificar possíveis atrasos no desenvolvimento. Se o resultado for normal e seu filho não tiver nenhum problema significativo, ele não precisará de fisioterapia, e provavelmente o problema irá embora sozinho.
por

Andrew Adesman

Especialista em desenvolvimento infantil

FONTE: https://brasil.babycenter.com

A ORIGEM DAS PALAVRAS:BUNDA




      A  palavra bunda não existia originalmente no vocabulário português.

     A palavra foi inventada com a chegada de escravos de Angola e de Cabo Verde, que falavam o "ambundo". Logo, quem falava o ambundo eram os  bundos. Os portugueses não tiravam os olhos dos quadris das escravas e comentavam: "que bunda!".

      Dali para frente, a palavra bunda passou a ser usada para todas as "bundas".


FONTE: SEU HISTORY

ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS POR SALVADOR DALÍ


quinta-feira, 30 de novembro de 2017

CINEMA EM TIRAS - A HORA DO PESADELO - PARTE 4




CURIOSIDADES SOBRE O FILME


      Robert Englund, o ator por trás da maquiagem do vilão de "A Hora do Pesadelo", se cortou na primeira vez que experimentou as garras de Freddy Krueger.



       O visual assustador de Freddy Krueger, aliás, dava bastante trabalho para ser produzido e a maquiagem levava até 4 horas só para ser removida.
      A ideia original do filme foi livremente inspirada em um fato real. A história se baseou em artigos de jornal que contavam que filhos de um grupo de refugiados cambojanos passaram a ter pesadelos horríveis, chegando ao ponto de se recusarem a dormir.
      O endereço fictício da casa que aparece no filme é Elm Street, 1.428. A residência onde ocorreram as gravações, no entanto, está localizada em Los Angeles, Califórnia, na North Genesee Avenue, 1.428.
FONTE: ADORO CINEMA














quarta-feira, 29 de novembro de 2017

REIS E RAINHAS - LUIS XIV


   
  O Rei Luís XIV, famoso monarca absolutista da França, nasceu no ano de 1638, na cidade de Saint-Germain-en-Laye, e em 1643, com cinco anos de idade, já tinha subido ao trono, devido a morte do Rei Luís III, seu pai. Durante a infância do Rei Luís XIV a França foi governada por sua mãe, Ana d’Áustria, infanta da Espanha, e pelo primeiro-ministro, o Cardeal Giulio Mazarino.

         Apesar de ser considerado Rei desde os cinco anos Luís XIV só assumiu o trono e começou a governar com 22 anos, em 1661, depois da morte do Cardeal Mazarino.

          Nessa época Luís XIV já estava casado há um ano com Maria Teresa, filha do Rei Felipe IV, da Espanha. Luís XIV, também conhecido como ‘Rei Sol’, porque escolheu um emblema com essa figura para representá-lo, ficou famoso pela sua postura extremamente absolutista. Ele governava sem nenhuma limitação imposta pela constituição ou pela legislação. É dele a famosa frase “O Estado sou eu”, que define bem como era o governo na época.

         Quando assumiu o poder, o Rei Sol percebeu que o tesouro da realeza estava perto da falência. Os anos foram se passando e as coisas não pareciam melhorar, uma vez que era o próprio Rei que gastava muito dinheiro de maneira extravagante.

          Logo no início do governo, ele acabou com o cargo de primeiro-ministro e manteve apenas um chanceler, quatro secretários e um administrador das finanças. Em 1665, o rei nomeou Jean-Baptiste Colbert  chefe da Controladoria Geral. E foi justamente com a ajuda de Colbert que o Rei Sol conseguiu colocar a França de novo nos eixos. 

         Durante o período em que exerceu o reinado, Luís XIV perseguiu os protestantes, reorganizou o exército do país, travou guerras contra Espanha, Holanda, Áustria e Luxemburgo, construiu o Palácio de Versalhes, que conta com mil e novecentos quartos e o primeiro banheiro interno da história e lançou a ‘moda’ das perucas altas e bem elaboradas que se arrastou por quase 150 anos nas cortes europeias.

             Ele morreu no dia 1º de setembro de 1715, no palácio de Versalhes, de gangrena nas pernas. Um rei que  governou a França por 72 anos e se despediu da vida deixando o país próspero, rico e militarmente poderoso.

            Até hoje a imagem que vemos se perpetuar de Luís XIV é de um rei forte, mão de ferro, guerreiro, músico aplicado, e amante do teatro, da dança, da poesia e de todas as formas de arte. Um rei brilhante assim como o sol.

FONTE: https://www.estudopratico.com.br



terça-feira, 28 de novembro de 2017

CINEMA EM TIRAS - A HORA DO PESADELO - PARTE 3



CURIOSIDADES SOBRE O FILME

      Ocorreu um acidente durante as filmagens da cena em que uma fonte de sangue é jorrada da cama para o teto. A ideia original era que o quarto girasse lentamente, de forma a que o sangue jorrasse de maneira surrealista e atingisse a parede em curva. A equipe perdeu o controle do quarto, que ficou girando desordenadamente com o diretor e o câmera amarrados em cadeiras fixas dentro do próprio quarto e 250 litros de água colorida sendo jorrados. Quando se conseguiu enfim parar o quarto, as câmeras estavam danificadas e a equipe, inteiramente ensopada.

      A Hora do Pesadelo marca a estréia de Johnny Depp no cinema.

      Cerca de 500 galões de sangue falso foram usados durante as filmagens. Vale lembrar que o sangue de Freddy Krueger, no filme, é verde.

      Por pouco A Hora do Pesadelo não foi finalizado. Quando as filmagens estavam em sua metade a New Line Cinema, produtora do filme, teve o contrato de distribuição do filme rompido. Sem dinheiro em caixa, o estúdio ficou duas semanas sem pagar os integrantes do elenco e da equipe de produção do filme, até um novo acordo de distribuição ser fechado. Durante este período as filmagens ocorreram normalmente, com nenhum integrante tendo abandonado a produção. No final, O sucesso de A Hora do Pesadelonos cinemas evitou a falência da New Line Cinema.

FONTE: ADORO CINEMA

---------------------











continua...

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

PESSOA COM DEFICIÊNCIA PODE CASAR?







A  deficiência não afeta a plena capacidade civil da pessoa, inclusive para: 
 

I - casar-se e constituir união estável; 


II - exercer direitos sexuais e reprodutivos; 
 

III - exercer o direito de decidir sobre o número de filhos e de ter acesso a informações adequadas sobre reprodução e planejamento familiar; 


IV - conservar sua fertilidade, sendo vedada a esterilização compulsória; 


V - exercer o direito à família e à convivência familiar e comunitária; e 


VI - exercer o direito à guarda, à tutela, à curatela e à adoção, como adotante ou adotando, em igualdade de oportunidades com as demais pessoas.


É dever de todos comunicar à autoridade competente qualquer forma de ameaça ou de violação aos direitos da pessoa com deficiência. 

FONTE: LEI BRASILEIRA DE INCLUSÃO

domingo, 26 de novembro de 2017

CINEMA EM TIRAS - A HORA DO PESADELO - PARTE 2





      A nightmare on Elm Street foi recebido com elogios críticos e passou a ter um impacto muito significativo sobre o gênero horror, gerando uma franquia que consiste em uma linha de sequelas, uma série de televisão , uma passagem com sexta-feira 13 , para além de vários outros obras de imitação; um remake do mesmo nome foi lançado em 2010.


      Críticos e historiadores do cinema afirmam que a premissa do filme é a luta para definir a distinção entre sonho e realidade, que se manifesta pela vida e os sonhos dos adolescentes no filme. Os críticos hoje elogiam a capacidade do filme de transgredir "as fronteiras entre o imaginário e o real", e  brincar com as percepções das audiências.

Fonte: wikipedia













continua...

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

CINEMA EM TIRAS - A HORA DO PESADELO - PARTE 1






      A Hora do Pesadelo   é um filme de 1984, do gênero terror, dirigido e escrito por Wes Craven, e o primeiro filme da franquia A Hora do Pesadelo.



     A história se passa na cidade fictícia de Springwood, Ohio, e o enredo gira em torno de um grupo de jovens que são aterrorizados em seus pesadelos pelo fantasma de um psicopata assassino de crianças chamado Freddy Krueger.



      Wes Craven produziu A Nightmare on Elm Street com um orçamento estimado de apenas 1,8 milhão de dólares, investimento que o filme arrecadou na sua primeira semana de exibição nos cinemas. Ao todo, o filme conseguiu arrecadar 25,5 milhões de dólares nas bilheterias americanas.



      A nightmare on Elm Street foi recebido com elogios críticos e passou a ter um impacto muito significativo sobre o gênero horror, gerando uma franquia que consiste em uma linha de sequelas, uma série de televisão , uma passagem com sexta-feira 13 , para além de vários outros obras de imitação; um remake do mesmo nome foi lançado em 2010.

      Críticos e historiadores do cinema afirmar que a premissa do filme é a luta para definir a distinção entre sonho e realidade, que se manifesta pela vida e os sonhos dos adolescentes no filme. Os críticos hoje elogiam a capacidade do filme de transgredir "as fronteiras entre o imaginário e o real", e  brincar com as percepções das audiências.

FONTE: WIKIPEDIA










continua...



quinta-feira, 23 de novembro de 2017

OS MELHORES DIRETORES DO CINEMA - STANLEY KUBRICK - PARTE 5




      Em 1980, Kubrick voltaria a ter um novo sucesso mundial com o clássico O Iluminado (1980), adaptação da obra de Stephen King. A história de uma família que passa uma temporada em um hotel nas montanhas até hoje faz sucesso onde quer que seja exibida. 

      Quase no final dos anos 1980, Kubrick ressurgiria dando ênfase a guerra. Dessa vez a do Vietnã. Saída do livro de Gustav Hasford,  Nascido Para Matar), de 1987, quase que uma versão "kubrickiana" de Apocalypse Now

    Do seu último longa-metragem até De Olhos Bem Fechados, de 1999, passou-se um longo período sem nada assinado por Stanley. Lançado em 1999, o filme protagonizado pelo (até então) casal número um dos Estados Unidos, causou uma grande comoção entre os amantes da sétima arte. Tom Cruise e Nicole Kidman interpretam um casal em crise e foi adaptada de romance escrito por Arthur Schnitzler, chamado Traumnovelle. Dois anos foi o período de filmagem, tempo que o perfeccionismo de Kubrick achou necessário para a conclusão do filme, mas não o necessário para agradar à crítica e público. Kubrick faleceu enquanto dormia, devido a um ataque cardíaco, no dia 7 de março de 1999.

FONTE: WIKIPEDIA


terça-feira, 21 de novembro de 2017

FAMOSOS QUE PROVAVELMENTE NÃO EXISTIRAM DE VERDADE - JESUS CRISTO



      Os pesquisadores que se dedicaram ao estudo das origens do cristianismo sabem que, desde o Século II de nossa era, tem sido posta em dúvida a existência de Cristo. Muitos até mesmo entre os cristãos procuram provas históricas e materiais para fundamentar sua crença. Infelizmente, para eles e sua fé, tal fundamento jamais foi conseguido, porquanto, a história cientificamente elaborada denota que a existência de Jesus é real apenas nos escritos e testemunhas daqueles que tiveram interesse religioso e material em prová-la.


      Desse modo, a existência, a vida e a obra de Jesus carecem de provas indiscutíveis. Nem mesmo os Evangelhos constituem documento irretorquível. As bibliotecas e museus guardam escritos e documentos de autores que teriam sido contemporâneos de Jesus, os quais não fazem qualquer referência ao mesmo. Por outro lado, a ciência histórica tem-se recusado a dar crédito aos documentos oferecidos pela Igreja, com intenção de provar-lhe a existência física. Ocorre que tais documentos, originariamente, não mencionavam sequer o nome de Jesus; todavia, foram falsificados, rasurados e adulterados visando suprir a ausência de documentação verdadeira.


      Uma pesquisa recente na Inglaterra, por exemplo, descobriu que cerca de 40% da população daquele país não acreditava que Jesus fosse uma pessoa real. Se fosse, Jesus provavelmente teria sido um homem que viveu durante a ocupação romana do atual Israel. Um pregador judeu com muitos seguidores, que as autoridades romanas, eventualmente, executaram. Se ele realizou todos os feitos divinos descritos na Bíblia está aberto à interpretação religiosa individual. No entanto, se ele era divino, um homem comum, ou uma figura mitológica, ele certamente está entre os indivíduos mais influentes da história.


FONTE: http://arteref.com/